A importância de um EAM de última geração no Sector Industrial

es O sector industrial enfrenta atualmente e de um modo transversal, um conjunto de desafios que podem interferir com a capacidade das organizações alcançarem os seus objetivos estratégicos. Existem determinados fatores que contribuem para a obsolescência do sistema operativo e que podem prejudicar o negócio, por exemplo uma infraestrutura envelhecida, mão-de-obra em transição, modelos e sistemas de gestão industrial desatualizados ou a mudança dos standards de conformidade e de fiabilidade. Estes desafios necessitam de ser resolvidos sistematicamente e de forma eficiente para não prejudicarem a performance global da organização, impulsionando-a na direção certa.

A gestão de ativos empresariais (EAM) de uma organização tem um impacto direto na forma como a organização ultrapassa os seus desafios. Uma melhoria ou upgrade do sistema EAM existente ajuda a organização a alcançar os seus objetivos operacionais, económicos, ambientais e tecnológicos.

O EAM desempenha, por isso, um papel central em organizações do sector industrial, apoiando-as numa gestão sustentável dos seus ativos. A recompensa de utilização de um sistema EAM inteligente pode ser grande – algumas organizações conseguem reduzir em 20% o tempo de inatividade nas suas unidades fabris e equipamentos, aumentar a produtividade do trabalho em 25% e diminuir cerca de 19,4% dos custos com material MRO*.

Os sistemas de EAM desatualizados conduzem cada colaborador à mesma homepage, exigindo-lhes que naveguem para a página que precisam ou que descubram o que necessitam por entre toneladas de informação. Sistemas antigos exigem, na maioria das vezes, que os operadores façam visitas diárias para documentar os serviços manualmente ou fiscalizar equipamentos fisicamente, os quais podem, em alternativa, ser automatizados através de um sistema de EAM atualizado. Além disso sistemas antiquados retardam as operações diárias e tornam as tarefas mais difíceis para os colaboradores. Os melhores sistemas devem ser, por isso, configurados tendo em conta as necessidades dos colaboradores e são ajustáveis a toda a organização para que todos tenham acesso à mesma informação de forma transversal, mesmo em unidades fabris diferentes. O sistema deve ainda fornecer ferramentas de mobilidade para que todas as pessoas possam aceder quer estejam numa instalação, em casa ou no escritório.

O conhecimento e eficiência proporcionada pelo EAM podem ajudar segmentos de negócio com uma performance inferior, prevenindo falhas na produtividade decorrentes de processos ineficientes que requerem monitorização física ou intervenção humana excessiva. O processo de report e de tomada de decisão é também reforçado, impedindo que sistemas segregados e operações não uniformizadas prejudiquem a visibilidade completa em toda a organização ou a prevenção de riscos e desgastem os ativos.

Segundo o 17º Global CEO Survey, conduzido anualmente pela PricewaterhouseCoopers, mais de 80% dos CEOs ligados ao sector industrial e elétrico concordam que os avanços tecnológicos vão implicar alterações ao negócio nos próximos cinco anos. Apenas uma minoria dos CEOs acredita que os departamentos de I&D, RH e IT estão bem preparados para executar as mudanças necessárias.

Quando uma solução EAM permite uma monitorização ampla e um sistema de alerta baseado nas condições da empresa, possibilita a compilação de um conjunto de dados atualizados. Os dados recolhidos vão por sua vez permitir uma utilização adequada para delinear o aumento do potencial de poupanças e de melhoria da eficiência operacional. Com o sistema de EAM certo, os departamentos de I&D, RH e TI estarão mais bem equipados para lidar com os avanços tecnológicos que as suas organizações em breve enfrentarão.

Consideremos, por exemplo, os antigos sistemas de gestão de manutenção com funcionalidades relativamente simples. Estes sistemas monitorizavam a forma como uma peça do equipamento estava a operar, alertando os utilizadores apenas quando algo não atuava corretamente, quando estava prestes a partir-se e quando esta inevitabilidade acontecia alguém era enviado para resolver o problema. Hoje, o focus dos sistemas EAM têm uma abordagem mais preditiva. Com esta abordagem o sistema EAM pode acompanhar se um equipamento está a trabalhar de modo eficiente, se está a usar demasiada energia ou se requer muitas reparações. Esta abordagem permite às organizações terem um maior controlo sobre os custos de manutenção e prolongam a vida dos ativos, poupando tempo e dinheiro às organizações no longo prazo.

Um sistema holístico como o de EAM tem a vantagem de reduzir custos, riscos e recursos necessários, através da incorporação de mobilidade e de análises de diversa natureza. Através do recurso a uma framework de tecnologia moderna, todos os dados podem ser documentados e avaliados com precisão, sem que exista necessidade de recorrer a folhas de cálculo sujeitas a erros ou sistemas de silos. Um sistema holístico de EAM permite aceder a qualquer parte da organização e garante um funcionamento eficiente. Esta abordagem holística potencia ainda um trabalho mais produtivo e em conformidade, além de uma maior capacidade de resposta do serviço na persecução de resultados e objetivos da organização.

Por Ivon Ramalho – IG Solutions – Infor Gold Channel Partner em COMPUTERWORLD
FacebookLinkedinTwitter
Somos socios
Infor
Lugares en los que operamos
PORTUGAL / Lisboa
Rua do Mar Vermelho
N.º 2 - 3.4
1990-152 LISBOA
Teléf.: + 351 21 842 33 00
ESPAÑA / Madrid
Centro de Empresas
Alcalá Office
Avda. de Madrid, 48
28802 Alcalá de Henares - MADRID
Teléf.: +34 910 609 965
+34 911 341 582
ESPAÑA / Barcelona
Calle Sepúlveda, 143
Sobre Ático, 4ª y 5ª
08011 BARCELONA
Teléf.: +34 937 247 477
EGIPTO / CAIRO
Teléf.: +20 1221 199 472